Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Simplice

A vida é simples

Simplice

A vida é simples

Conhecer a verdade

"Então, Jesus pôs-se a dizer aos judeus que nele tinham acreditado: 'Se permanecerdes fiéis à minha mensagem, sereis verdadeiramente meus discípulos, conhecereis a verdade e a verdade vos tornará livres.'" (João 8:31-32)

Durante este mês, o tema da liberdade vai ser um tema recorrente aqui no blog. Gostava que não encarassem nenhum dos posts como uma solução final, ou como a explicação, mas que os encarassem como um processo de procura da verdade, em que espero que todos sejamos participantes.

Jesus disse claramente aos discípulos (os que já fazem parte da igreja), que se permanecessem fiéis à mensagem de Cristo, seriam seus discípulos de verdade, conheceriam a verdade, e essa verdade os libertaria. É engraçado que o versículo 32 é muitas vezes tirado do contexto (para variar). Dentro do seu contexto, tudo indica que a liberdade não é algo imediato no momento da conversão, mas que é um processo ao longo da vivência cristã. À medida que vamos aprendendo a ser mais fiéis à mensagem, e que vamos conhecendo essa verdade, vamos ficando cada vez mais livres. Livres da nossa natureza pecaminosa, que nos amarra e escraviza. E não só. O que acham?

Estamos todos errados

Se há uma coisa da qual podemos ter certeza, é de que estamos todos errados. Não em tudo, claro, mas de certeza em alguma coisa. E a dificuldade está em descobrir no que é que estamos errados. Para isso, temos de começar por ser humildes e reconhecer que precisamos de mudança. A partir daí, é estarmos atentos ao que as pessoas nos dizem e às situações que acontecem. De certeza que Deus usará diversas formas de mostrar o que está errado connosco.

Todos precisamos de mudança, porque ninguém é perfeito.

Se pensas por ti pensas mal, quem pensa por ti é o comité central

Parece que às vezes há medo que as pessoas pensem por si próprias. É necessário, para proteção delas, que não tenham de descobrir por si próprias a verdade de Cristo. É preferível dar-lhes um conjunto de regras que elas têm que seguir, que estão de acordo com os dogmas instituídos pela igreja-instituição. Porque se receia tanto que as pessoas vão ver à Bíblia o que ela realmente diz? Será que isso poderia colocar em risco a igreja-instituição actual? Será que isso faria com que as pessoas questionassem o que é ser igreja? E será que as suas conclusões seriam muito diferentes da igreja-instituição?

Por favor, não pensem, não vasculhem. Sabe-se lá quantos monstros estão escondidos no armário. A não ser que queiram levar o vosso cristianismo realmente a sério.