Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Simplice

A vida é simples

Simplice

A vida é simples

Olimpíadas, Tibete, e coisas afins

Os franceses lá conseguiram apagar a chama olímpica. Foram mais eficazes que os ingleses no dia anterior. E como pano de fundo, está, claro, a causa tibetana.

A causa tibetana é uma causa muito popular nos dias de hoje, excepto para alguns. Afinal de contas, a liberdade é uma coisa que toda a gente defende, e ter o próprio País é um dos expoentes máximos dessa mesma liberdade. Claro, isto da liberdade é tudo fachada, porque depois vêm uns gajos quaisquer governar, com princípios supostamente democráticos, e continua a não haver liberdade, mas aí já ninguém dá por isso. A liberdade é uma utopia, o que importa realmente saber é quem é que manda em nós. Mas pronto, estou a divagar um bocado.

O que eu gostava mesmo de fazer aqui era chamar a atenção para uma série de factos interessantes à volta de tudo isto:

1. A maioria das pessoas acredita que o Tibete foi invadido pela China algures no século XX, e que até lá era um país independente. Isso mostra, claro, um profundo desconhecimento da história do Tibete.

2. A maioria das pessoas acredita que o Tibete, antes de ser "invadido", era governado por um Dalai Lama benévolo, que só pensava em rezar e em paz. Na realidade, segundo os padrões ocidentais, a palavra que o descrevia era mais de tirano. Não o actual, que nunca teve hipótese de governar, mas os anteriores. Direito exclusivo de propriedade em todo o país, exploração dos camponeses, punições à antiga (cortar membros, decapitar, etc).

3. Onde é que o comité olímpico estava com a cabeça quando decidiu fazer os Jogos em Pequim? Qualquer mentecapto via logo que isto ia dar barulho. Se não fosse por Tibete, era pela Coreia, ou por Taiwan, ou pela falta de liberdade de imprensa, ou sei lá mais o quê. E agora vêm falar em boicotar e mais não sei o quê. Hipocrisia. Mais valia terem logo dito que não.

4. Ao reprimirem as manifestações contra a chama olímpica, os estados ocidentais só estão a dar razão à China. Estão por um lado a proteger a China, e por outro lado a mostrar que afinal não é só a China que usa de violência para controlar o povo. Claro, é feito de uma forma mais democrática, mas o resultado final é o mesmo: Quem se lixa é sempre o mexilhão (Para quem não conhece a origem desta frase, o ditado é: Quando o mar bate na rocha, quem se lixa é o mexilhão).

5. No fim das contas, o que conta é o dinheiro. E por isso, no fim disto tudo, vai ficar tudo na mesma, porque o ocidente tem interesses na China. O consumismo ocidental é suportado pela mão de obra barata chinesa (e não só), sem a qual é impossível ter produtos a preço de uva mijona. É do interesse da sociedade consumista e capitalista que haja mão de obra barata, para conseguirem gadjets baratos, para manter o povo consumista feliz. E para que haja mão de obra barata, tem que haver um sistema repressor que os obrigue a trabalhar barato. É tão simples como isso.

Nintendo Wii



Hoje tive conhecimento (um bocado tarde, é verdade) da próxima consola de jogos da Nintendo, a Nintendo Wii. E pela primeira vez na minha vida, desejei ter uma consola de jogos, mais específicamente, a Wii.

Isto sim, é pensar na jogabilidade. Em vez de focarem-se no aumento de megahertz do hardware, focaram-se na usabilidade. E na minha opinião, isso faz toda a diferença.

Para perceberem melhor do que estou a falar, vejam o controlador da consola. É algo verdadeiramente revolucionário.

Leilão de Jogos

update: Estão vendidos :)
update 2: Já foram entregues ao novo dono :)

No processo de me livrar de coisas que já não uso mas que considero terem algum valor, vou proceder a um leilão de jogos de computador antigos. Todos os jogos são originais, e todos eles para Microsoft Windows (essa coisa que já não uso há uns 5 anos).

O leilão processa-se da seguinte forma: A quantia inicial é de 5 euros por todo o lote. Quem quiser fazer uma licitação, coloca um comentário neste artigo com o valor que pretende dar. Às 22:00 do dia 17 de Julho (segunda-feira), a melhor oferta fica com os jogos. Os jogos terão de ser entregues em mão própria no centro de Lisboa.

Os jogos são: Quake, Quake II, Unreal, Sin, Grand Theft Auto, The Tone Rebelion, Duke Nukem 3D e Syndicate Wars. As coisas que eu jogava...