Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Simplice

A vida é simples

Simplice

A vida é simples

Komodo Edit

Sempre tive uma certa luta com IDEs. Por vezes experimento alguns, mas acabo sempre por voltar exclusivamente ao Vim. Acho que finalmente encontrei um que cumpre todos os meus requisitos: O Komodo Edit.

Tem tudo aquilo que eu quero: Funciona em Mac e em Linux sem stresses (também funciona em Windows, mas já não sei o que é isso há mais de 5 anos), faz syntax highlighting e code completion em todas as linguagens que uso (Python, PHP, Perl), e permite-me aceder a ficheiros remotamente. Pronto, era tudo o que queria. Claro que continuo a usar o Vim, mas para projectos com algum tamanho um bom IDE é muito bem vindo (o meu limite são 7 terminais abertos ao mesmo tempo).

Há uma versão paga com mais funcionalidades (Subversion/CVS e debugging são as principais), mas são coisas de que não sinto falta.

À procura do IDE perfeito

Hoje e ontem gastei umas quanta horas em busca do IDE perfeito para Linux. Perfeito para mim, claro está. Não o encontrei. O IDE perfeito, para mim, é assim:

- Tem de ser visual, ou seja, um verdadeiro IDE (Tipo Eclipse).
- Tem de dar para várias linguagens, principalmente Python, PHP, Perl e Java, e ainda XML, HTML e JavaScript.
- Tem de ter autocomplete de tudo e mais alguma coisa (Tipo SPE).
- Tem de mostrar os erros dinâmicamente.
- Tem de ter suporte CVS e Subversion.
- Tem de fechar automáticamente as tags em HTML e XML.
- Tem de ter cenas pipis, tipo mostrar os blocos de código (o Anjuta é o exemplo perfeito disso).
- Tem de permitir criar projectos nas várias linguagens.
- Tem de ter ferramentas de debug.
- Tem de correr os scripts e mostrar o resultado.
- Tem que ser rápido, ou seja, não me fazer esperar (com esta é que o Eclipse se eclipsou).

O que estou a usar? Bem, prescindi de muitas destas facilidades, e acabei por ficar pelo Anjuta. Deve ser perfeito para programadores de C. Se lhe acrescentassem a gestão projectos em outras linguagens, juntamente com debug e execução de scripts, acho que seria o IDE perfeito.

update: Entretanto dei outra oportunidade ao Eclipse. Mas analisando o sistema, só estou a usar 40% da memória. E o processador nunca atinge os 100%.Tendo em conta isso, não parece que a lentidão seja da máquina.