Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Simplice

A vida é simples

Simplice

A vida é simples

Vergonha de voltar atrás

Já repararam que todas as pessoas sentem vergonha quando têm de voltar atrás? Acabamos de sair de casa, estamos a andar na rua, e de repente, lembramo-nos que nos esquecemos de algo importante. Damos meia volta e voltamos para trás. Nesse momento não há ninguém que não tenha vergonha, que não se sinta embaraçado por as outras pessoas na rua o verem inverter a marcha.

O ser humano tem problemas com o voltar atrás, com o arrependimento. Mas se queremos aprender, se queremos melhorar, temos de ser humildes, e voltarmos atrás nos nossos erros, pois é o orgulho que impede o nosso crescimento, a nossa evolução. Por mais que isso nos cause vergonha, é algo que temos de fazer.

Ar de superioridade

Ter razão, ou pelo menos achar que a temos, é um assunto complicado. É complicado porque não é fácil ter razão e mantermo-nos humildes. Mas por favor, façamos um esforço por isso. Até porque podemos nem ter razão.

Fiquei um pouco triste este fim de semana quando vi alguns cristãos evangélicos a gozar da missa do galo na presença de católicos. Fiquei triste porque o que estavam a mostrar não era amor, mas sim soberba. Uma coisa é discordarmos de algo e debatermos sobre isso, outra coisa completamente diferente é gozarmos da fé das outras pessoas, como se a pessoa fosse um ser inferior só por pensar de forma diferente. Assim não vamos lá.

Edite Estrela

Desculpem lá estar só a falar de pessoas do PS, mas este ano calhou assim. Devem ter havido algumas afirmações imbecis dos outros partidos, mas as que ouvi foram estas.

A Edite Estrela disse, a propósito da vitória do Fernando Seara em Sintra, a seguinte frase: "As pessoas deixaram-se anestesiar pelo futebol e escolheram um comentador desportivo." Ou seja, não só o adversário é uma porcaria, apesar de ter ganho ao João Soares e ter feito mais em Sintra do que essa senhora fez em não sei quantos anos; como ainda o povo é burro. A culpa da derrota não é deles, portanto. É da burrice do povo.

Aprendamos a humildade com mais este exemplo de prepotência.

Manuel Maria Carrilho

Não pensem que isto se está a tornar num blog político. Falo do Carrilho como exemplo de prepotência.

Há não muito tempo, essa pessoa teve uma atitude bastante incorrecta para com o seu opositor. No fim de um debate, quando o outro foi para o cumprimentar, ele voltou as costas e ignorou-o completamente. Claro que ele nunca teria feito isso se soubesse que isso iria para o ar, mas infelizmente para ele foi, e toda a gente ficou a saber do seu mau feitio.

Hoje, ao que tudo indica, ele perdeu as eleições em Lisboa. Nada de espantoso. Uma pessoa que tem essa atitude, e que depois tenta corrigir a atitude pondo a mulher famosa na rua para ver se recupera a imagem, não podia esperar outra coisa. Mas hoje superou-se. O seu nº2, em declarações à TV, ao saber das projecções lhe davam a derrota, disse que a culpa foi da campanha dos outros, que ao os criticarem tanto, não permitiram que as pessoas ouvissem o que eles tinham para oferecer.

Que líderes querem ser estes, quando a uma atitude prepotente perante o adversário, ainda lhe adicionam a atitude de pôr a culpa nos outros. Fariam melhor figura se olhassem para si próprios, e vissem que perderam porque tiveram atitudes imbecis. Aprendamos a humildade com isto.

O sabichão

Às vezes acontece eu sair-me com uma frase que realmente gosto. No outro dia estava a falar na capela do IBP, e saiu-me a frase: "Se há uma coisa da qual podemos ter certeza, é de que estamos todos errados". Já coloquei um artigo sobre isso aqui.

A razão porque estou a relembrar isto é algo que tenho estado a pensar. Todos nós temos de ter a humildade de reconhecer que não sabemos todas as coisas, e que podemos estar errados em muitas das certezas que temos. Por isso, eu espero ter sempre a atitude de reagir bem à crítica. Eu espero que várias pessoas possam discordar daquilo que eu digo aqui no blog, de forma a que possa ser gerado um debate que sirva para a edificação de todos. Eu preciso de aprender mais.

Não quero ser como aquele que diz: "Eu sou pastor, e logo, o que eu digo é inspirado por Deus." Há aqueles que não gostam de ser questionados, e que quando o são começam a mandar bocas, ou exaltam-se e levantam a voz, ou dizem "sobre isso falamos mais tarde". Eu não quero ser assim. Por isso, por favor questionem tudo o que eu digo, e se me virem a ter uma atitude incorrecta perante isso, digam-me. Obrigado.

Humildade e Simplicidade

Aquilo que mais precisamos recuperar na igreja, é a humildade, que é uma característica dos que são simples. Agimos muitas vezes, eu incluído, como se tivessemos a solução para todas as coisas. E a verdade é que não temos. Pelo menos eu não tenho. Eu não sei qual a melhor forma de fazer as coisas. E se calhar, o reconhecer que não sabemos, é o primeiro passo para fazer algo significativo com a nossa vida. Talvez para que a igreja se torne novamente relevante, o primeiro passo é humilhar-se e reconhecer que precisa de mudança.

Eu preciso de mudança, e acho que tu também.