Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Simplice

A vida é simples

Simplice

A vida é simples

Proibições empresariais

Quando uma empresa chega ao ponto de proibir o uso da internet, ou do telemóvel, ou outras coisas, é porque já perdeu os seus funcionários há muito tempo. Porque funcionários que estejam motivados com a empresa e com as suas funções, não deixam de desempenhar as suas funções.

Culpar a falta de desempenho na internet é uma forma de desculpar a incompetência da gestão da empresa, culpando algo sobre o qual não temos real controlo. Mais vale abrirmos os olhos, e enfrentarmos a verdade: Se os funcionários não estão a desempenhar as suas funções, talvez seja porque a empresa não os está a motivar de uma forma eficaz.

A roupa e o calçado

É interessante a importância que as empresas dão à forma como os seu funcionários se vestem e se calçam. Como se a nossa inteligência melhorasse com uma gravata, e chegasse ao zénite com um fato. Isto em relação aos homens, porque as mulheres podem vir como quiserem.

Eu compreendo a importância da imagem para quem lida directamente com os clientes, pois num mundo consumista como o nosso, em que pretendemos levar os clientes a adquirir o que não precisam, precisamos de usar algum mecanismo de manipulação (mas isso seria uma outra conversa).

Eu tenho a sorte de estar numa empresa onde não existem esses códigos de vestuário, onde posso vir para o trabalho de t-shirt e chinelos. Mas o que às vezes me surpreende é que apesar de não existirem essas regras, parece que existe uma cultura corporativa assimilada que leva algumas pessoas a não serem capazes de virem de chinelos ou de calções. Apesar de o desejarem fazer. Sentem-se incomodadas. E depois há os que olham e dizem: "Vens de calções? Mas pode-se?"

É incrível a quantidade de regras virtuais que impomos sobre nós próprios.