Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Simplice

A vida é simples

Simplice

A vida é simples

Global Warming is real

It makes me sad when I read news like this: Evangelicals split on global warming. It's hard for me to cope with that. But I guess this is a product of the way christians put themselves against science, sometimes. Which in my opinion is completely dumb.

There is no real scientist that says that Global Warming is not a product of our polution. And christians, knowing that earth was created by God, should be the firsts to help protect the earth. Protect life. Nature is, in a sense, weak, easily destroyed. And we are to protect the weak. Not only that, but the people most afected by the global warming are the poors, who we should also protect.

I think we, as christians, should give the example in the protection of the environment, instead of denying the global warming for political and consumeristic reasons, two things that clearly go against the gospel.

(seen here)

Vida Eterna: Quem entra?

Dentro do cristianismo, existem várias crenças em relação a quem receberá a vida eterna, e quem não receberá. E onde irão parar as pessoas que não a receberem. Aqui ficam as crenças principais:

Exclusivismo

Apenas os escolhidos por Deus antes da morte de Cristo, e os que decidem seguir Cristo após a morte de Cristo, experimentarão a vida eterna. Todos os outros vão para o Inferno quando morrerem, e ficarão lá eternamente.

Inclusivismo

Não só os cristãos terão a vida eterna, mas muitas outras pessoas que, não se identificando como cristãos, acabam por seguir de alguma forma os seus ensinamentos, sejam elas de que religião forem. Os outros, vão para o Inferno eternamente.

Condicionalismo

Todos somos seres mortais, destinados a deixar de existir. A Vida Eterna é algo que Deus nos dá como presente, se o seguirmos. Os outros. deixarão de existir quando morrerem.

Universalismo

Todos receberão a vida eterna, independentemente de crenças, acções, seja o que for. Até o Hitler.

Actualização do blog

Como devem ter reparado, já não escrevo artigos no blog com a mesma frequência de antes, o que tem preocupado algumas pessoas. Não se preocupem, eu estou bem. Ou pelo menos tão bem como antes :)

Há vários factores que contribuem para as mudanças, e em muitos casos depende da categoria.

A categoria igreja tem sido a principal prejudicada, e a explicação é algo complexa. Por um lado para continuar a escrever com a mesma cadência, teria de me repetir bastante. Por outro lado, isso reflecte o processo que estou a passar. Este blog começou exactamente quando eu comecei a reanalisar a minha fé, reduzindo-o ao essencial (aka deitar fora tudo o que o homem lhe adicionou). Chamemos a isso desconstrução. Neste momento já estou num processo de reconstrução, de substituição de paradigmas antigos por novos. Que é um processo muito mais demorado e espaçado. Inclui também muitas coisas experimentais, por isso prefiro muitas vezes não dizer nada.

A categoria de livros sofreu um bocado com o facto de eu estar a ler poucos livros em português, mas podem acompanhar a versão inglesa do site se vos interessar essa parte.

A categoria natureza sofreu um bocado com a minha falta de tempo. Compilar as listas completas das saídas de campo demora muito tempo...

Todas as outras têm continuado como normal.

Por isso, não se preocupem. Continuo por cá, vivo, e activo. Mas as mudanças na minha vida reflectem-se também no blog.

Saídas de campo no Algarve

Há duas semanas estive no Algarve, e tive a oportunidade de ir a vários sítios preferidos, e de descobrir um novo.

Comecei por ir à Ria de Alvor, onde, entre outros, observei dois mergansos de poupa, que nunca lá tinha visto. Aliás, até hoje, foi a melhor observação que tive deles. As que tive no Estuário do Sado nunca foram muito perto.

Depois fui pela primeira vez à Lagoa dos Salgados, perto de Pêra. E apesar de estar ventoso, estavam imensas aves. Estou desejosso de lá voltar num dia como deve de ser. Mas à primeira vista é um dos melhores sítios onde já estive. Já me tinham falado daquilo, mas nunca lá tinha ido.

Por fim fui novamente à Quinta do Lago / Ludo, um dos meus sítios favoritos. Aí o interesse principal foi ver Galeirões, Galinhas d'água e Patos de Bico Vermelho com os seus filhotes. A melhor altura para lá ir é no Inverno, mas é sempre engraçado ver os filhotes.

Deu para tirar umas fotos razoáveis:

Red DragonAbelharuco (Merops apiaster)Rola Turca (Streptopelia decaocto)
Red DragonPerna Longa (Himantopus himantopus)
Cegonha branca (Ciconia ciconia)Gaivota de Patas Amarelas (Larus michahellis)
Perna Longa (Himantopus himantopus)Pilrito de Peito Preto (Calidris alpina)
Pilrito de Peito Preto (Calidris alpina)Pilrito de Peito Preto (Calidris alpina)
Andorinha dos Beirais (Delichon urbicum)

Árvores e Florestas de Portugal

Esta semana recebi os primeiros dois fascículos da série Árvores e Florestas de Portugal, que vem com o jornal Público às quintas-feiras, por mais 10 euros. Vem como quem diz: Na realidade é quase impossível obtê-los sem os encomendar. E mesmo assim não vêm todos ao mesmo tempo.

Mas em relação aos livros em si, posso dizer que estão muito bem feitos. A informação é interessante, e a quantidade de fotos é enorme. Para quem queira perceber melhor a floresta portuguesa, como ela é e como devia ser, e compreender os habitats da fauna portuguesa, é uma colecção muito boa.

Esta semana já vai sair o 6º fascículo, por isso apressem-se a comprar.

The Story We Find Ourselves In by Brian McLaren

With the same style, this is a continuation of A New Kind of Christian. And a worthy one indeed.

We could say that the main theme of the book is the creation/evolution debate, and although it is a recurrent subject in the book, the main theme is the story of the universe. The story of how God created the universe, and how he intervened in it, and how we fit in that story.

I think this one is better than the first book in the triology. I think its very important to know how to tell the story of life in terms that the people of our days understands them. And the way it shows why you should care about nature, is excelent.

The book might be polemic not only because of emergent theology, but also because it defends that God created earth by evolution. Not that it's polemic to me, but it might be to some :)