Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Simplice

A vida é simples

Simplice

A vida é simples

A fé e as obras

Se há texto na Bíblia que resume este tema, é o seguinte:

"Mas Deus, que é rico em misericórdia, pelo amor imenso com que nos amou, precisamente a nós que estávamos mortos pelas nossas faltas, deu-nos a vida com Cristo - é pela graça que vós estais salvos - com Ele nos ressuscitou e nos sentou no alto do Céu, em Cristo. Pela bondade que tem para connosco, em Cristo Jesus, quis assim mostrar, nos tempos futuros, a extraordinária riqueza da sua graça.
Porque é pela graça que estais salvos, por meio da fé. E isto não vem de vós; é dom de Deus; não vem das obras, para que ninguém se glorie. Porque nós fomos feitos por Ele, criados em Cristo Jesus, para vivermos na prática das boas obras que Deus de antemão preparou para nelas caminharmos."
(Efésios 2:4-10)

Se tivéssemos de adquirir a salvação pelas obras, estávamos bem lixados. Nenhum de nós seria capaz. E é exactamente devido a essa incapacidade que Jesus teve de vir à terra. Qual é o lugar das obras? As obras não são o que leva à salvação, mas são sim um resultado da salvação, que começa no momento em que decidimos seguir Jesus.

Usabilidade

Ontem estive no 2º Seminário de Usabilidade. Foi interessante, e deu para organizar algumas boas ideias. Mas houve algo que me saltou à vista pelo lado negativo, que acho que pode aplicar-se a muitas coisas. A sensação que dá é que em muitas coisas quere-se standardizar a forma como os sites são organizados, porque determinados estudos dizem que essa é a melhor forma em termos de usabilidade. Mas esses estudos foram feitos em determinados contextos, por isso, é impossível extrapolar essas conclusões para contextos que são completamente diferentes.

O mesmo acontece em muitas outras coisas. Quando uma igreja é "plantada" muitas vezes é baseada em estudos feitos noutros contextos. E tomamos isso como verdade. Não pode ser assim. Cada comunidade tem as suas especificidades, e é necessário gastar tempo para a conhecer melhor, e para ver o que melhor vai ao encontro das suas necessidade.

No passado esse erro foi disseminado. Os missionários ocidentais que íam como missionários para o hemisfério sul, não só levavam o cristianismo, como também a sua cultura. E em vez de respeitarem a cultura do povo, tentavam impingir-lhes a cultura ocidental, criando uma relação perigosa entre a cultura ocidental e o cristianismo. Tenhamos cuidado para não fazer o mesmo.

Pág. 4/4