Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Simplice

A vida é simples

Simplice

A vida é simples

Publicidade

Larry Wall - YAPC EU 2005

Cheguei ontem à noite por volta da meia noite, depois de uma longa viagem de carro.

Até agora já ouvi a primeira palestra, apresentada por Larry Wall, o tal que criou o Perl. Gostei bastante da palestra, principalmente da primeira parte, em que ele falou de como um comunidade se forma e como ela deve funcionar. Pedi-lha que me enviasse uma cópia da palestra, para poder usá-la como inspiração para alguns posts aqui no blog. Acho que vão achar muito interessante.

Mas deixo para já o pensamento principal: Em relacionamentos, tem de haver um equilíbrio entre aceitar os outros como são, mas ao mesmo tempos esperar que todos evoluam.

Katrina

O furacão katrina varreu New Orleans. Os efeitos foram desvastadores, e o pior veio a acontecer, uma vez que um dos diques rebentou.

O que mais me impressiona no meio disto tudo é a quantidade de pessoas que resolveu ficar lá mesmo sabendo que o furacão ia lá passar. E impressiona-me principalmente pois sabia-se que se os diques rompessem, a cidade ia ter uma cheia de cerca de 6 metros. Muitas das casas têm pouco mais que essa altura.

Se eu tivesse convicção de que a minha casa aguentava um furacão, era capaz de ficar. Mas se soubesse que havia a possibilidade de a minha casa ficar submersa, aí podem ter a certeza que não ficava para ver.

update: Parece que muitas pessoas ficaram lá porque o plano de evacuação era basicamente: Quem tem carro foge, quem não tem fica. Escusado será dizer que quem se lixou foram os pobres.

Larry Wall é cristão evangélico

Esta surpreendeu-me completamente, não sei porquê. Estava a ver a página dele, quando vejo um link intitulado "minha igreja". Ao carregar lá, vou ter ao site da Igreja do Nazareno de Cupertino. Cavando um pouco mais, descubro que a mulher dele estudou linguística com a Wycliffe (os que traduzem a Bíblia para tudo o que é língua no mundo), e ensina a Bíblia há mais de 35 anos.

Para quem não sabe, o Larry Wall é o criador da linguagem de programação Perl, que é uma das que mais uso neste momento.

update: Uma entrevista de Larry Wall em que ele expressa bem as suas crenças.

update2: Uma outra entrevista, leiam a resposta à pergunta 7.

Voltei a usar óculos

Pois é, já estava a sentir falta, principalmente ao fim do dia. Estava a ficar com os olhos cansados. E a minha mulher está cheia de inveja, porque também gostava de usar, mas não tem nem uma pontinha de falta de vista :)

Qual é a sensação? De repente volto a ver as coisas nitidamente, e chego ao fim do dia com os olhos muito mais descansados. Vale a pena, mas sai um bocado caro...

Padrão financeiro para a igreja cristã

"Todos os crentes viviam unidos e possuíam tudo em comum. Vendiam terras e outros bens e distribuíam o dinheiro por todos, de acordo com as necessidades de cada um." (Actos 2:44,45)

A atitude do cristão deve ser: "Tudo o que tenho pertence a Deus". Não 10%, mas 100%. Nada tenho meu, tudo pertence a Deus. Sou apenas mordomo daquilo que me é confiado. Tenho a responsabilidade perante Deus de usar tudo o que tenho (objectos, finanças, propriedades) da forma que melhor agrada a Deus. E se for preciso abdicar de algo para suprir as necessidades dos outros, é isso mesmo que devemos fazer.

O que é o Dízimo

Dizer que o dízimo é 10% do que recebemos é uma visão um bocado simplista da coisa. Temos de analisar o antigo testamento para perceber exactamente o que é o dízimo.

Havia duas formas diferentes de dar o dízimo. A cada 3 anos, nos dois primeiros o dízimo era comido (estamos a falar de alimentos) pelos próprios dizimistas nos 7 dias da festa dos tabernáculos (Deuteronómio 16:14-15). E no 3º ano o dízimo era assim:

"Quando acabares de separar o dízimo de todos os teus produtos, no terceiro ano, que é o ano do dízimo, e o tiveres dado ao levita, ao estrangeiro, ao órfão e à viúva, eles o comerão às portas da cidade e ficarão saciados. Dirás, então, na presença do SENHOR, teu Deus: 'Tirei da minha casa o que era consagrado para o dar ao levita, ao estrangeiro, ao órfão e à viúva, conforme os mandamentos que me ordenaste; não os esqueci nem os transgredi. (...)'" (Deuteronómio 26:12,13)

Ou seja, só em 1 a cada 3 anos é que se dava o dízimo. Mas não era todo para os levitas (a classe sacerdotal, ou seja, os padres, pastores, etc), uma parte era para os levitas, mas o resto era para os necessitados. Os estrangeiros, os órfãos e as viúvas.

Como é diferente a visão actual do dízimo...

Pensando sobre o Dízimo

Como acho que há muito que não crio uma boa polémica no meu blog, vou passar a falar de um assunto polémico q.b.

Uma das maiores defesas que os proponentes do dízimo para os dias de hoje têm, é a de que o dízimo foi instituído antes da lei, por Abraão. Logo o cristão está livre da lei, mas não do dízimo, porque vai além da lei.

O problema principal deste argumento, é que o dízimo não foi a única coisa instituída por Deus na lei. E o exemplo mais flagrante é a circuncisão (Génesis 17:9-14). Será que isso significa que devemos continuar a nos circuncidar? Espero bem que não, porque não estou com vontade de o fazer.

Pat Robertson e Hugo Chavez

O Allan acabou de me dar um link que me chocou.

Não sei se conhecem o Pat Robertson. É o apresentador principal do programa 700 club da CBN. Eu já vi esse programa algumas vezes, e embora tivesse algumas coisas interessantes, era claramente tendencioso. Foi sempre pró-Bush e pró-guerra no iraque e coisas que tais. Mas desta vez ele fez pior. Disse que o presidente da Venezuela deveria ser assassinado. Ao vivo. É melhor verem o vídeo.

Eu acho absolutamente vergonhoso que alguém que se intitula cristão tenha opiniões deste género. O cristianismo é uma religião de amor, de paz. Não tem o mínimo de cabimento este tipo de declarações por parte de um cristão. Imaginem Jesus a dizer: "Aquele gajo, o Herodes, é um trafulha, e está a permitir que a religião judaica seja contaminada pelos romanos, deviam assassinar o gajo!"

É triste que tenha chegado a este ponto.

Update: Afinal Pat Robertson fez uma declaração a dizer que não era bem isso que queria dizer, que era só para raptar o presidente da Venezuela...

Publicidade

Pág. 1/6